Provar um vinho com atenção é diferente do que meramente o beber.

Coloque uma pequena quantidade de vinho na boca. Faça com que o vinho percorra a boca toda, da língua às gengivas. Depois pode ingerir calmamente.
Fique atento à impressão final que deixa.

Confuso?

Aquilo que sentimos na gengiva é, sobretudo, a estrutura do vinho.
Se essa sensação for subtil, é sinal que os taninos são suaves, redondos.
Pelo contrário, se sentir que o vinho lhe causa grande impacto e até mesmo alguma secura é porque o vinho tem taninos firmes, nalguns casos até adstringentes. (…)

PODCAST:

DOWNLOAD